sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

[FIC | FIC'S FINALE] Vingança || Capítulo 12: Vingança || Epílogo: Verdade

Sou Carrie Heigh, e quando eu tinha apenas cinco anos, Rádius acabou com minha família. De recruta virei Agente de Solária, e junto com a ajuda de minha amiga Linda, que também perdeu sua família; de Solon, um amigo mercenário que infelizmente morreu e de John, o cara me acolheu; acabei com várias pessoas que tiveram ligação com o pior dia da minha vida. Também destruí quatro caixas pretas, quatro HD's com segredos sombrios que garantiam a vida de Rádius. Agora, finalmente minha Vingança estará completa. Chegou a hora de Rádius morrer. E NADA irá me impedir de cortar a cabeça dele com minhas próprias mãos. Ele pagará por tudo o que fez; e a última palavra que dirá antes de cair morto, será únicamente o MEU nome. Essa, não é uma história sobre perdão...



Capítulo 12: Vingança

"Antes de embarcar em uma vingança, cave duas covas.
                                                          - Confúcio".

... DUAS SEMANAS DEPOIS DA MORTE DE SOLON ...

... ANTIGO ALOJAMENTO DE CARRIE E LINDA ...

- Carrie... Está preparada? -John perguntara, carregando suas armas-

- Esperei meses até esse momento, John. Estou preparada para tudo. -Carrie respondeu, colocando sua faca em seu cinto-

E completou:

- Só espero que Linda não seja pega. De 'morto' já basta Solon! Não queria colocá-la em risco, porém é super necessário que o Sistema eletrônico de Solária esteja descontrolado para que possamos invadir o Castelo e exterminar Rádius.

- Vamos nos focar apenas em acabar com Rádius. Confio no trabalho de Linda. Não é à toa que ela conseguiu a vaga de Victoria. -John disse, num tom doce-

- Certo. Armas carregadas. Facas afiadas. Munição estocada. Lá vamos nós. -Carrie disse-


... NO CASTELO ...

- O QUÊ?! Mas o que está dizendo?! -Rádius gritava, descontrolado-

- Majestade... Quando nós finalmente conseguimos rastrear a última caixa preta, perdemos totalmente o sinal! Tudo indica que ela foi destruída... -Linda deu a notícia, forçando um tom de voz 
triste.-

- Isso NUNCA, NUNCA, NUNCA DEVERIA TER ACONTECIDO! Victoria foi morta por incompetência! E eu pensava que você Linda, fosse muito melhor que ela! Mas pelo visto apenas fez mais e mais MERDA! -Rádius disse-

E continuou:

- Agora todos que querem ver meu cadáver já podem vir atrás de mim... Preciso me proteger o máximo que puder. 

- Mas senhor... O que essas Caixas Pretas tinham de tão importante?! Por quê iriam querer lhe matar agora que elas foram destruídas? -Linda perguntou, se fazendo de desentedida-

- Nada. Elas não eram importantes. Porém... MUITOS acham que eram! Linda, eu estou completamente ferrado! -Rádius gritou, realmente desesperado-

- O quê?! Majestade... Não consigo compreender... -Linda não entendia. Agora, realmente não entendia-

- O conteúdo das Caixas era nulo! Eram apenas arquivos sem importância! Porém esses arquivos estavam ME protegendo. Linda, eu tenho mais inimigos do que você possa pensar. MUITOS querem me ver dentro de um caixão, e MUITOS não podiam fazer isso, porém agora podem. -Rádius disse-

Linda nada disse. Rádius apenas prosseguiu:

- Eu já fui muito corrupto, Linda. Te juro por Deus, por Stella, por minha falecida mãe e pelo mundo que hoje NÃO SOU MAIS. Porém... já fiz muita coisa errada.

O coração de Linda começou a bater mais rapidamente. Rádius realmente iria contar que matou pessoas? Ou pior! Rádius iria realmente contar que massacrou vários lugares? Incluindo a Vila em que ela e Carrie moravam?

- Que tipo de coisa? Algo tão ruim a ponto de quererem o senhor morto? -Linda perguntou-

- Quando meu pai ainda governava Solária, pouco antes de minha mãe morrer, eu decidi criar uma seita. Algo de um adolescente bobo, revoltado pela morte repentina de sua mãe. Essa seita apenas reunia alguns soldados, e juntos bebíamos que nem loucos, fazíamos muita besteira, machucávamos outros soldados que não queriam andar conosco e eticétera. Assim que meu pai morreu, tive que assumir o trono, e a seita foi rompida. Anos depois, decidi voltar com ela, porém com os Capitães de Solária. Nós éramos corruptos. Roubávamos, destruíamos vilas e saqueávemos tudo o que podíamos de outros Reinos, de outros lugares, TUDO em segredo. Claro que não fazíamos isso sozinhos. O principal propósito da Seita era resgatar prisioneiros condenados de Solária. Nós os treinávamos num galpão secreto e os transformávamos em assassinos profissionais. Quando conheci Luna, mãe de Stella, decidi largar aquela vida e me dedicar à ela e a pequena menininha que ela estava esperando... Stella. Por Stella, por Luna, eu larguei toda a minha vida ruim. Quando descobri que o amor da minha vida estava grávida, parei com TUDO o que eu achava errado. Eu queria virar um Rei exemplar... Saí da Seita e obriguei que ela fosse destruída, porém... Três homens que lá estávam não queriam o mesmo. 

Linda olhava pra Rádius confusa. Suas mãos estavam trêmulas. Ela estava ouvindo uma versão da história, MUITO diferente da que havia escutado de Carrie e de John.

Rádius respirou fundo e continuou a falar:

- Os três continuaram a praticar as atividades "extracurriculares". E tudo o que estava acontecendo parecia ser pior do que antes... eles começaram a matar pessoas. Não havia outra alternativa, eu tive que expor eles para toda Solária. Os acusei de tudo e os prendi. Cometi então o erro de dar dinheiro à eles para que eles sumissem de Solária. Dois deles aceitaram e foram seguir suas vidas. Desses dois, Tobias, morreu envenenado. Infelizmente nem sei como nem o porquê. Porém o outro continua vivo. O terceiro homem da seita, não aceitou o dinheiro e quis permanecer em Solária. Otávio Augusto...

- Otávio Augusto? Era um dos homens da seita? -Linda perguntou-

- Sim. E encontramos arquivos que poderiam acabar com Solária e comigo no computador dele. Ultimamente, ele está preso em uma masmorra próxima daqui. -Rádius respondeu-

- Mas disseram que o Senhor havia o mandado para a guilhotina! -Linda disse, confusa-

- Eu não sou um carrasco, Linda. Gosto de mascarar o que realmente sou. Todos devem me temer, para que tenham respeito. Otávio não está morto. Eu nunca mataria uma pessoa que antes era um dos meus melhores amigos! Ele apenas será punido da maneira certa. -Rádius disse-

Linda suspirou, muito confusa. Rádius realmente estava falando a verdade?

- Tobias está morto. Otávio está preso. O terceiro, eu tentei rastrear há alguns meses. Mandei alguns homens meus atrás para ver como ele estava, onde ele estava, e se estava planejando uma "Vingança". O achei, porém ele fugiu. Não faço idéia de onde ele esteja agora.

Linda franziu a testa. 

- Qual o nome desse? -Linda perguntou-

- Cavanaugh. John Cavanaugh. 


... COM CARRIE ...

- O quê?! Linda já não devia ter liberado a passagem?! Esses guardas não deveriam estar aqui na barreira do castelo! -Carrie disse-

E completou:

- John, tente contato com Linda enquanto vou para o outro lado da barreira verificar se há mais homens.

- Certo. -John disse-

E logo após tentou ligar para Linda.


... COM LINDA ...

- Perdoe-me, Majestade. É meu celular. -Linda disse, desligando o telefone depois de ver o "Carrie" escrito na tela de 'Chamada Perdida'.-

- John foi o mais revoltado de todos. Ele não queria de jeito algum o fim da seita, que dava muitos lucros a ele. Eu dei a ele um Banco, e uma mansão, um pouco distante das fronteiras de Solária. Ele devia estar feliz, porém vários anos depois continuava ameaçando minha família, minha filha! Ele prometeu Vingança e prometeu acabar com meu Reino. Foi então que eu criei as quatro Caixas Pretas. Elas me defenderiam... -Rádius continuou contando a história-

- Certo. De volta ao assunto das Caixas Pretas. Se o Senhor as criou para se proteger, proteger seu reino, porquê elas não tinham nada de importante?! -Linda perguntou-

- A história da Caixa Preta, é que elas guardam segredos sombrios, segredos que poderiam destruir outros reinos, capaz de destruir TODA a Dimensão Mágica. Causar guerras e destruição. Porém, nas quatro caixas pretas apenas existiam um arquivo de texto que ao aberto estava "PEGUEI VOCÊS, VADIAS".

Rádius deu um sorriso tímido, e continuou a falar:

- Victoria criou todo o Sistema das Caixas Pretas. Ela só poderia ser aberta apartir do sangue de seu guardião. Espalhei elas por toda Solária mas mesmo assim alguém conseguiu destruí-las. Suspeito que esse 'alguém' seja John. Enfim. Elas me protegeriam, pois espalhei que se eu fosse morto, um dispositivo que supostamente está em meu coração ativaria o conteúdo da Caixa, que seria divulgado para todas as emissoras de TV, Rádio, Jornal... 
Porém, tudo não passou de uma farsa. NÃO TENHO SEGREDO DE NINGUÉM E NEM DE NADA! Porém, como muitos reinos já pediram dinheiro e minha ajuda, eles acreditaram na história. Fui protegido até hoje, porém... As caixas foram destruídas e estou realmente ferrado. Porém Linda, eu não mereço morrer! Eu nunca matei ninguém, nunca mandei ninguém matar ninguém! Otávio, Tobias e John eram os únicos que mandavam essas coisas, que aconteceu DEPOIS que eu saí da Seita para me dedicar a meu Reino e minha família!

Linda começou a ficar nervosa. Começou a tremer. Tremer tanto que tudo se tornou aparente.

- Linda, você está bem?! -Rádius perguntou-

- Você vai a-agora para a Torre mais alta do castelo! Qual é? -Linda perguntou-

- A Torre do Relógio e do Sino! Mas... Por quê?! -Rádius perguntou, também ficando nervoso-

- Parceeeeeiro... Estou tentando SALVAR a sua vida. Vá, vá! -Linda disse-

E então saiu correndo do quarto de Rádius, ligando seu celular e apertando o STOP de um pequeno gravador que estava escondendo dentro de sua calça. Sim, ela gravou tudo o que Rádius havia dito.


... COM JOHN ...

- Alô? -John atendeu a chamada de Linda-

- John?! Mas... onde está Carrie?! -Linda perguntou, do outro lado da linha-

- Linda! Onde você está?! Há muitos guardas aqui na barreira! Você não devia ter inventado uma possível invasão do outro lado de Solária?! -John disse-

- John. Preciso falar com Carrie. AGORA! -Linda disse, nervosa-

- Linda. Carrie foi do outro lado da barreira ver se há mais guardas! O que está acontecendo que está tão nervosa?! -John continuara perguntando-

- Nada, nada. Mandarei todos os guardas irem para o outro lado de Solária. Os "Rebeldes" estarão atacando o Reino brevemente. Em cinco minutos vocês já podem invadir o Castelo. Rádius estará na Torre do Relógio. Aquela, maior do Castelo, com um sino. Vão até lá e cortem a cabeça do desgraçado. -Linda deu as instruções-

John sorriu, satisfeito.

- Obrigado, Linda. Brevemente nossa Vingança estará completa. -John disse, encerrando a chamada logo em seguida.-


... COM LINDA ...

- Certo, certo, certo. Hora de agir. -Linda disse-

E então entrou em contato com o Chefe dos Guardas daquela zona:

- Alô?! Capitão?! Temos uma invasão em Solária! Mande todos os soldados do Castelo para a Zona Sul! Os Rebeldes estão tentando invadir e eles não podem chegar até aqui! O Castelo ficará intacto se acabarmos com eles antes que cheguem até perto da Barreira. Rápido, vão! -Linda deu a ordem-

E aos poucos começou a ouvir a gritaria. Da janela de onde estava, viu vários homens saírem do castelo, indo em direção à tal "Zona Sul", onde os tais "Rebeldes" estavam tentando adentrar Solária.

- Plano 'A' realizado com sucesso. Agora é preparar tudo até que John e Carrie subam para a Torre. Pois é. Lá vou eu de novo... Hora do Plano 'B'. -Linda disse, sozinha.-


... COM CARRIE ...

- John John John! Você viu?! Todos os soldados estão evacuando do lugar! -Carrie disse, animada-

- Sim. Mas será que Linda conseguiu acabar com o Sistema tão rápido? -John se perguntou, um tanto desconfiado.-

- Linda é Linda. Ela sabe fazer isso melhor do que ninguém. -Carrie disse-

E concluiu:

- Chegou nosso momento. Vamos subir até aquela torre, e fazer a cabeça de Rádius rolar e tocar naquele sino dourado maldito.


... COM LINDA ...

... CENTRO DE OPERAÇÕES DE SOLÁRIA ...

- Atenção, atenção! TODOS PRESTEM ATENÇÃO... -Linda começou a gritar, adentrando o Centro de Operações-

Um agente, que estava digitando alopradamente parou, e perguntou:

- Senhora Linda, o que está acontecendo?! O Radar da Zona Sul de Solária está completamente vazio! Não há nenhum "Rebelde" tentando invadir o lugar!

- Sim. É sobre isso que vim falar com vocês. Eu cometi um erro... Eu jurava que Rádius era um grande e completo filho de uma boa p... Eu jurava que Rádius era um completo desgraçado e que ele havia matado diversas pessoas. Meu real nome é Ester, e eu jurava que Rádius havia matado minha família. Eu prometi Vingança e virei recruta de Solária apenas para matá-lo. Sim, essa é a realidade. Hoje, Rádius será morto. Bem, hoje ele SERIA morto. Falei com ele e ele me revelou coisas que eu não sabia. Rádius parece ser inocente e eu preciso esclarecer toda essa história.

- Mas... que merda é essa?! O QUE ESTÁ DIZENDO?! Você está confessando que planejava matar nosso Rei?! -Um agente qualquer gritou, nervoso-

- Preciso que confiem em mim. Em todos os cantos de Solária há caixas de som, certo? Para informar a todos sobre um possível incidente? -Linda perguntou-

Os agentes balançaram a cabeça dizendo que "sim".

- Certo. Precisam que coloquem o conteúdo desse gravador nos trecos aí eletrônicos que vocês tem. Preciso que isso, ao meu sinal, seja reproduzido para todo o Castelo, PRINCIPALMENTE para a Torre do Relógio, onde Rádius estará, e onde as pessoas que querem matá-lo também estarão. -Linda disse-

- O QUÊ?! VOCÊ QUER USAR VOSSA Majestade COMO ISCA?! NÃO POSSO PERMITIR ISTO! -Um agente gritou, levantando-se de sua cadeira e indo em direção à Linda-

O agente tentou golpeá-la, porém Linda o derrubou e apontou uma pistola para a cara do indivíduo.

- PRECISO que confiem em mim! Mandei dez guardas para a Torre. Eles estarão escondidos. Rádius não será morto! Preciso saber o que realmente está acontecendo... -Linda disse, tirando a pistola da direção do Agente, que se levantou, assustado.-

- Certo, o que vamos ganhar com isso? -O tal agente perguntou-

Linda gemeu estranhamente. 

- Se não fizerem isso, provavelmente Rádius será morto e vocês não terão um Rei. Não terão um Reino. Tudo ficará desorganizado e como vocês não têm formação alguma, virarão pobres mendigos pelo Universo afora. A pergunta certa a se fazer é "O que vamos perder se não fizermos isso?". E a resposta é "Perderão TUDO". -Linda disse-

Nenhum agente falou nada dessa vez. Um deles apenas pegou o gravador da mão de Linda e colocou a fita num aparelho.

- Pronto. Avise-nos quando quiser que isso seja reproduzido... -Um agente disse-

Linda sorriu. E correndo foi para a Torre do Relógio.


... COM CARRIE E JOHN ...

- E agora, por onde vamos?! -Carrie perguntou-

- Carrie. Você... está nervosa. Se não quiser fazer isso... A-apenas não faça. -John disse-

- Não cheguei até aqui, não passei por tudo aquilo para desistir! Por onde temos que ir? -Carrie perguntou-

- Se eu me lembro bem. Apenas subimos essa escada até o fim... -John disse-

Os dois então prosseguiram, confiantes.


... TORRE DO RELÓGIO ...

- Linda, o que está acontecendo?! -Rádius perguntou-

- Seus inimigos estão vindo até aqui. Para te matar. Estamos apenas os esperando. -Linda disse-

- O QUÊ?! -Um guarda gritou-

- Se acalmem... Confiem em mim. Peço a todos vocês que se escondam entre as cortinas e becos dessa Torre. John e Carrie não podem suspeitar que há pessoas aqui. -Linda disse-

- O... QUÊ?! CARRIE? A AGENTE CARRIE?! -Rádius gritou-

E completou:

- Linda... Você... SABIA DE TUDO!

Linda suspirou.

- Acredito em você, Rádius. E é por causa disso que quero desmascarar tudo isso. Que a verdade seja dita... -Linda disse-

E então começou a falar:

- Meu nome é Ester. E eu nasci numa pequena vila, muito distante daqui. Tão distante que ninguém sequer sabia da existência de "Solária". Essa vila foi atacada por soldados, que diziam ser de Solária, mandados por um tal "Rádius". Eles mataram minha família, mataram a família de Carrie, mataram TODOS que nós conhecíamos. Foi John que salvou Carrie... Eu escapei, sozinha, e fui encontrada por ele depois de todo esse tempo. O resumo de tudo é que nós estávamos aqui, em Solária, colocando em prática nossa Vingança... 

- Linda... E-eu... Eu não ordenei ataque algum! -Rádius disse, sentado-

- Não entendo! Ajudei Carrie a destruir as malditas Caixas Pretas para podermos matá-lo, ajudei Carrie a incriminar Otávio Augusto

- O QUÊ?! Otávio Augusto, é inocente?! -Rádius perguntou-

- De tentar acabar com Solária, sim. De fazer parte do ataque à nossa vila, não. Foi ele quem possivelmente matou os irmãos de Carrie... -Linda respondeu-

Rádius suspirou.

- Linda, Carrie está em perigo! Desconfio de que John esteja por trás desse ataque! Otávio e John foram os únicos que sobraram da seita, eles provavelmente estavam tentando me incriminar! -Rádius disse-

- Mas, isso não faz sentido! Por quê John salvaria Carrie? Por pena?! -Linda gritou-

Um silêncio surgiu no ambiente. 

- Ou... Para usá-la 20 anos depois em sua Vingança... -Linda concluiu-

- Meus Parabéns, Linda. Você descobriu... -John disse, entrando na Torre e apontando uma arma para Linda-

Sem pensar muito, o homem puxou o gatilho, acertando Linda no tórax, que caiu no chão. Porém, o colete que ele usara não deixou que a bala atravessasse.

- ONDE ESTÁ CARRIE, MALDITO?! -Rádius gritou, se levantando da pequena cadeira, e fazendo um pequeno gesto com sua mão para que os guardas não se revelassem-

Linda olhou para John, confusa, e ainda no chão.

- Carrie está por aí, em algum do lugar do castelo. E demorará muito até que ela chegue aqui. Enquanto isso

John foi interrompido por um auto-falante. Linda havia mandado um sinal, por SMS, para o Centro de Operações...

Elas me protegeriam, pois espalhei que se eu fosse morto, um dispositivo que supostamente está em meu coração ativaria o conteúdo da Caixa, que seria divulgado para todas as emissoras de TV, Rádio, Jornal... 
Porém, tudo não passou de uma farsa. NÃO TENHO SEGREDO DE NINGUÉM E NEM DE NADA! Porém, como muitos reinos já pediram dinheiro e minha ajuda, eles acreditaram na história. Fui protegido até hoje, porém... As caixas foram destruídas e estou realmente ferrado. Porém Linda, eu não mereço morrer! Eu nunca matei ninguém, nunca mandei ninguém matar ninguém! Otávio, Tobias e John eram os únicos que mandavam essas coisas, que aconteceu DEPOIS que eu saí da Seita para me dedicar a meu Reino e minha família!

John foi ouvindo tudo o que Rádius havia dito, e começou a se descontrolar.

- DESGRAÇADO! DESGRAÇADO! -John gritou-

E apontou as duas armas para Rádius.

- Você... nos enganou! Isso é verdade, John?! Foi você que organizou tudo aquilo?! -Linda perguntou, tentando se levantar, vendo de longe Carrie subindo as escadas-

Carrie, ao ver a cena, esperou.

- Rádius disse a verdade. Ele nunca matou ou mandou matar alguém... EU organizei o ataque à Vila de vocês. Eu precisava de uma criancinha fofa, sozinha e desorientada para que crescesse e se tornasse uma mulher rancorosa, a ponto de mais tarde querer se Vingar do homem que possivelmente desgraçou a vida dela. Estudei a família de Carrie meses antes de fazer o ataque. A pequena Linda, hoje Carrie, parecia ser essencial. E foi. Me ajudou a quebrar esse reino pouco a pouco e agora, nem ela, e nem você é mais útil, Ester... -John disse-

Carrie via a cena, indignada. 

- Como você prefere morrer, Rádius? Com um tiro na sua testa ou, caindo daqui de cima? -John perguntou-

Mais um silêncio surgiu.

- Que tal eu te jogar até alí, nas cordas do sino? A queda seria fatal, não acha? -John disse-

E então guardou suas armas e arrancou qualquer arma que Rádius poderia ter, incluindo sua espada.

- Você destruiu minha vida, Rádius. E agora, eu destruirei a sua... -John disse-

Mas antes que pudesse fazer alguma coisa, Carrie terminou de subir e deu dois tiros. Um em cada perna de John, que caiu.

Carrie chorava, de ódio.

- MALDITO! DESGRAÇADO! John?! EU NÃO CONSIGO ACREDITAR! Aquelas palavras! Você dizia que tudo ia melhorar, que ia me ajudar, que ia cuidar de mim! Porém só cuidou de mim para que eu crescesse e fosse usada numa maldita Vingança?! -Carrie gritava-

Rádius ajudou Linda a se levantar. Carrie respirou fundo, e continuou a gritar:

- E BÁRBARA?! E BÁRBARA?! AQUELA HISTÓRIA?! QUE VOCÊ TINHA SE APAIXONADO?! QUE RÁDIUS A HAVIA MATADO! TAMBÉM É UMA MENTIRA?!

- Carrie... Eu apenas matei seus amiguinhos, sua família... Mas eu nunca, nunca, NUNCA... falei para você ser vingativa. Você criou esse próprio monstro, Carrie... VOCÊ criou o que és hoje. Já Bárbara?! Haha! Bárbara nunca existiu. Eu só precisava de uma histórinha de amor BOBA para você, mais boba ainda, acreditar em mim e me ajudar em tudo o que eu planejei. E sim, eu te usei. Mas pra mim já basta. Vamos! A verdade foi dita! Me mate! Se torne a assassina que você sempre foi predestinada a ser! -John disse-

Carrie mirou a sua arma na cabeça de John.

- Carrie, não! Nós NÃO somos assassinas... -Linda disse-

Carrie abriu sua boca para falar alguma coisa, porém a fechou logo em seguida. John, mesmo ferido, conseguiu golpeá-la, e a levou para perto das cordas, em que o sino era tocado.

- Nasci ANTES de você, eu FIZ você. SALVEI você, SALVEI sua vida e portanto eu tenho o DIREITO de tirá-la! Provavelmente se eu te jogar daqui, morrerá enforcada... -John disse, imobilizando Carrie-

- DESGR-GR...ARGH... DESGRAÇADO! -Carrie gritou, com dificuldade-

John tentou jogá-la dalí, porém a garota o arranhou na cara, fazendo-o ceder um pouco. Carrie conseguiu trocar de posição com ele e então o imobilizou, segurando-o pelo pescoço.

- Sempre imaginei uma cena dessas com Rádius. Mas pelo visto, o único demônio que precisa ser morto é apenas VOCÊ! -Carrie gritou-

- Carrie...

- Ótimo. A última palavra que Rádius falaria antes de cair morto, seria MEU nome. Mas me contento com você, desgraçado! -Carrie gritou-

E então empurrou John, que ficou com o corpo todo para dentro daquele buraco, sendo segurado apenas por Carrie.

- Você pode ter me usado, pode ter usado pessoas que eu amo e amava, mas agora você vai pagar, desgraçado! Por minha família, por meus irmãos e meus pais, por Solon e por mais pessoas que morreram por SUA causa e claro, por Linda, eu te soltarei... -Carrie concluiu-

E então soltou John.

E toda Solária, ouviu o sino bater...
A badalada que significou a morte de John... enforcado.


... HORAS DEPOIS ...

- Todos cometemos erros, Carrie... Você apenas cresceu com essa verdade que foi contada para você. Você nunca poderia saber... -Rádius disse-

- Eu já tomei minha decisão... Meu maior inimigo finalmente está morto. Uma grande reviravolta na história, já que eu sempre pensei que o senhor era meu maior inimigo. Mas certo. Usarei o dinheiro que John deixou para reconstruir minha vila... A vila que John destruiu... A vila que formou quem eu sou... -Carrie disse-

- Eu não... Eu não consigo acreditar que tudo isso aconteceu... Eu nunca desconfiei de nada! -Rádius disse-

- Rádius... Eu... Eu nunca aguentaria ficar aqui. Me sinto culpada por tudo o que fiz. Machuquei você e seu Reino. Eu QUERIA SIM, DE VERDADE, matar você... Só estou aguardando Linda mexer nos trecos dela para que eu volte a ser Linda Hartley e ela voltar a ser a pequena Ester... -Carrie disse, soltando um sorriso tímido-

Rádius nada falou. Carrie apenas concluiu:

- Eu sempre falava para eu mesma que "essa não era uma história sobre perdão". Mas cá estou eu, pedindo o SEU perdão, Rádius... Perdão por tudo, por tudo o que planejei contra ti. Perdão por tudo o que fiz para tentar te destruir... Destruir uma pessoa sem culpa que APENAS John queria destruir...

Rádius novamente nada falou. Sorriu timidamente e saiu andando dali. 

- Eu te perdôo, Carrie... Porém perdoar por completo vai demorar um pouco, já que tenho muita coisa para consertar. -Rádius disse-

Carrie sorriu, indo para seu pequeno e simples alojamento, onde Linda deveria estar...

-------------------------------------------------------------------------------------

Epílogo: Verdade

- Linda?

- Carrie... Acho que você precisa MUITO ver isso... -Linda disse, mexendo em seu notebook-

Carrie se sentou ao lado de Linda, em cima da cama, e viu uma janela de vídeo aberta.

- O que é isso? -Carrie perguntou-

- Consegui invadir o notebook de John. E encontrei arquivos que se ele estivesse vivo, talvez nós nunca poderíamos encontrar... -Linda respondeu-

- Arquivos?

- Sim. Arquivos de textos, e um arquivo de vídeo. Está pronta? -Linda perguntou-

- Tá, claro, certo. Vamos lá. -Carrie respondeu, sorrindo estranhamente-

Linda então apertou o 'play'.

O vídeo era de uma câmera comercial, aquelas em preto e branco, com imagens confusas. No vídeo, dava pra ver John falando com uma mulher, que aparentava ter uns 60 anos. 

"Mas eu quero ver minha filha!" -Linda e Carrie ouviram a mulher dizer-

"Você não pode estragar tudo, Lúcia! A Escape ainda está de olho em nós! Se Rádius não for morto, nós seremos!" 

- LÚCIA? -Carrie gritou-

A câmera focalizou mais na cara da mulher. Era Lúcia, a MÃE de Carrie.

- O QUÊ?! Minha mãe?! -Carrie gritou-

Linda, deu 'pause' no vídeo.

- Olhe a data quando isso foi gravado... -Linda disse-

- Há dois meses, mas... MÃE?! Ela...

- Carrie, não sei se isso foi algo que John planejou antes de morrer... -Linda disse-

- Não. Vamos ver onde isso vai dar. Se minha mãe está viva, e se ainda estava negociando com John, minha Vingança ainda não terminou... -Carrie disse-

E suspirou longamente logo em seguida.

- Aperte o 'play'...

3 Comentários:

Maria Carolina disse...

Oi, Allan! Vc acabou de receber a Tag: http://vivaaswinx.blogspot.com.br/2013/01/novamente-tag.html

Maria Carolina disse...

Oi, Allan!
Desculpe por eu não ler a sua FIC completamente, é que eu tava mt ocupada viajando e, pra ser sincera, essa sua FIC ficou mt complicada demais pra eu ler, mesmo sendo spin-off das Winx.
Mas não fique triste, na proxima vez, cria uma história mais emocionante pra me impressionar ;).

Ah, e por falar em me impressionar, vc já leu os episódios 15 e 16 da minha FIC?

Tá aqui o link pra vc ler e comentar lá o que achou:

Episódio 15: http://vivaaswinx.blogspot.com.br/2012/11/o-clube-das-mini-winx-episodio-15-um.html (leia e comenta ;).)

Episódio 16: http://vivaaswinx.blogspot.com.br/2012/12/o-clube-das-mini-winx-episodio-16.html (leia e comenta ;).)

Allan Menezes disse...

Maria
Sem problema haha
Realmente essa FIC foi algo diferente, bem diferente do que eu sou acostumado a escrever. Gostei muito dela, porém o tipo de literatura não agrada a todos.

Me perdi um pouco nas FICS que eu estava lendo, tipo a sua, porém voltarei a ler o mais rápido que puder.

Obrigado por comentar!

Postar um comentário

Críticas SEMPRE serão aceitas, mas sem palavras grosseiras.
Seu comentário é muito importante :D

Pesquisar este blog

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Ana Naykindo (fofa do Allan) | Proibida a copia total ou parcial do mesmo - Questa è La Magia Del Winx Club - Fã-Blog sem Fins lucrativos>