segunda-feira, 2 de setembro de 2013

[FIC] A Traidora 3 | Capítulo 15: As Estacas Matadoras

No Capítulo Anterior: Após explodirem a Usina Nuclear de Zenith, os Quatro Magníficos dizem a Faellie o que está por vir. As Winx vão em busca de sobreviventes, porém não têm sucesso algum. Atingidas por um feitiço, as Winx percebem que o pior aconteceu: A Flauta das Possessões foi obtida, e com isso, os Quatro Magníficos finalmente possuíram Faellie. Rafael foi quem sofreu os efeitos colaterais da vez, morrendo por um objeto muito estranho. Saberemos mais sobre esse objeto, daqui a pouquinho.
A continuação de toda essa confusão, você lê logo abaixo...




Capítulo 15: As Estacas Matadoras

Usando o Zoomix, as Winx chegaram ao pátio de Alféa em questão de segundos. Ao se destransformarem, as fadas suspiraram. 

As roupas delas estavam chamuscadas. A pele de Stella fedia a queimado, apesar de ela não ter sido atingida pelo fogo. O cabelo de Musa estava com cinzas brancas, enquanto Tecna estava com um pedaço de seu sutiã aparente.

Bloom, estava se avaliando, para ter certeza de que não fora machucada. Aisha andava meio torta, com dor na sua perna direita, devido ter voado longe. Flora suspirava sem parar, como se estivesse com falta de ar, com fumaça em seus pulmões.

Andando devagar, as seis fadas tinham como objetivo tomar um bom banho e descansarem. O dia havia sido cansativo; e frustrante.

Agora Faellie estava com os Quatro Magníficos dentro dela. Agora, eles já tinham a Flauta das Aberrações e a Flauta das Possessões. Agora... eles começariam a buscar pelas Trombetas, com poderes - talvez - ainda maiores.

- Nós nunca havíamos ficado antes assim, ferradas, após uma longa batalha. Por quê nossas roupas de baixo foram afetadas? Isso é um insulto! -Stella disse-

- A Magia Potencix mudou várias coisas, e nos ajudou hoje. Isso pode ser um pequeno efeito colateral a se pagar. -Aisha disse, pouco se lixando para suas roupas-

- O que houve com sua perna? -Musa perguntou-

- Acho que torci, quando fomos lançadas longe. -Aisha respondeu-

- E olha, um verdadeiro insulto mesmo foi termos perdido essa batalha. Faellie agora foi possuída por aqueles malditos. Não sabemos o que pode acontecer. -Bloom disse-

- Zenith... Meu Reino... Meu lar... Eles DESTRUÍRAM o meu lar! O fogo se apagou, mas material radioativo foi espalhado! Milhões de pessoas ainda podem morrer! Não só lá, como em outros lugares! -Tecna disse, nervosa. Suas pernas tremiam.-

- Vamos dar um jeito nisso. Só acho que precisamos nos recuperar e descansar um pouco. -Flora deu sua opinião, decidida-

- Faragonda e os outros já devem saber pelo menos sobre a explosão. E já está amanhecendo, todos irão acordar para as aulas. Não quero enfrentá-los. Não quero falar que perdemos. Não quero decepcioná-los. -Tecna continuou falando-

- Vamos entrar, minha amiga. Não precisamos falar nada agora. -Stella disse, empurrando Tecna por trás, para que ela não parasse de andar-

As seis fadas então finalmente entraram na escola. O lugar cheirava a flores e livros velhos, o mesmo aroma de sempre. 

Subindo as escadas, as Winx foram em busca de descanso.

Ao passarem em frente a sala dos professores, que ficava a poucos corredores do quarto delas, as fadas levaram um susto.

- Meninas? -Esmeralda aparecera na porta, com uma expressão sonolenta no rosto-

- Esmeralda? Mas... -Bloom tentou dizer alguma coisa-

Esmeralda abriu a porta da sala, deixando as Winx verem tudo o que estava acontecendo lá dentro. 

Faragonda, Avallon e Wizgiz continuavam na sala, desde que viram o noticiário sobre os acontecimentos em Zenith. Porém, uma nova pessoa estava lá dentro. E ela não era bem uma professora de Alféa. Estamos falando de Griffin.

- Meninas! -Faragonda disse, despertando de um leve cochilo-

As Winx não tinham outra alternativa, a não ser entrarem. Eles mereciam uma explicação. Todos eles. Apesar de elas não quererem falar, eles tinham todo o direito de saberem.

- Fadas, o que aconteceu? Vocês se queimaram? -Avallon perguntou-

- Suas roupas... Vocês estão feridas? -Wigziz, o menor de todos, também perguntou, com sua voz esganiçada-

- Nós vimos o que aconteceu, meninas. Eu sinto muito, Tecna. -Faragonda disse-

Tecna assentiu com a cabeça, sentindo-a latejar. Uma dor de cabeça insuportável, como se a Chama do Dragão de Bloom queimasse lá dentro.

- Vim correndo para cá no mesmo momento que soube do acontecido. Não tenho palavras para descrever o peso que estou sentindo. Não tivemos mais detalhes, pois nem os repórteres puderam mais ficar perto! -Griffin disse-

- Pessoal... Nós não estamos bem para falar agora. -Aisha disse o que todas queriam dizer-

Depois de algum tempo de silêncio, Musa completou o pensamento da amiga:

- Porém também temos a consciência que vocês devem saber logo. O primeiro plano dos Quatro Magníficos foi concluído com sucesso. Sucesso, apenas para eles, é claro.

- O que isso quer dizer...? -Faragonda perguntou-

- Eles romperam o selo da Flauta das Possessões. Com isso, conseguiram finalmente possuir Faellie. Agora todos eles estão no mesmo lugar. -Tecna disse, sua voz soando cansada-

- Oh Meu Deus. -Faragonda disse, temerosa-

- Isso quer dizer alguma coisa? -Griffin perguntou, não tão "em dia" com as notícias-

- Rafael havia nos dito que Faellie é a casca perfeita para os anjos, pois ela foi a criatura que ao cair no inferno, os libertou. Os poderes deles, dentro dela, são praticamente impossíveis de se contrariar. Eles estão mais fortes do que nunca. -Flora disse, sendo a Winx que mais se lembrava dos detalhes-

- E tem outra, Rafael está morto. -Stella disse-

- Morto? Como isso aconteceu? Um lobisomem o mordeu? -Avallon perguntou-

- Ele chegou lá, não vimos muito bem como. Ele estava portando uma ferramenta prateada. Ele tentou atacar os Caídos com aquilo, porém Faellie fez com que o objeto voltasse a ele. Quando o atingiu, ele morreu instantaneamente. -Bloom disse-

Todos ficaram meio perplexos. Uma ferramenta? Uma ferramenta prateada matou uma criatura angelical? Como isso era possível?

- Então quer dizer que o veneno de lobisomem, não é a única coisa que pode matar um anjo? -Esmeralda perguntou, talvez até um pouco aliviada, por não ser tão perigosa quanto parecia-

- Como não pensamos nisso antes?! -Avallon teve um estalo em sua cabeça, uma idéia brilhantemente perfeita-

Após alguns segundos de silêncio constrangedor, pela exaltação do professor, Avallon prosseguiu falando:

- Faellie agora está no mesmo lugar que os anjos, certo? Eles agora são um só. E se injetarmos veneno de lobisomem nela?! Eles serão mortos! Talvez até Faellie vá junto, já que a casca é morta junto com o anjo. E, bem, temos uma produtora de veneno de lobisomem bem aqui, ao nosso lado. 

Esmeralda arregalou os olhos. Ele está mesmo pensando nessa loucura?, Esmeralda pensou. Isso vai dar merda!, Esmeralda pensou novamente. Porém, todos estavam desesperados demais, para que ela negasse ajuda.

- Eu aceito, ajudar de qualquer forma. Eu sou um lobisomem, não é mesmo? Claro que irei ajudá-los. -Esmeralda disse-

- Hey, hey, hey, nós não decidimos isso ainda. -Faragonda disse-

E completou:

- Pode ser perigoso. Nunca estudamos sobre veneno de lobisomem antes. E se ele nos matar? E se ele ao tocar nossa pele, penetrar como uma farpa? Não sabemos como isso funciona, Avallon. Fora que para pegarmos, Esmeralda teria que se transformar, e ela já ficou descontrolada antes, devido à força que aquela flauta emitiu ao ser tocada por Faellie.

- Minha amiga, você está certa, porém não temos outra alternativa. Esse pode ser o único jeito de eliminarmos toda essa ameaça. -Griffin disse-

Faragonda fez um gesto duvido, mas ela também sabia que aquele poderia ser o único jeito, de matar os Quatro Magníficos e Faellie, com apenas uma cajadada. 

O raciocínio de todos foi interrompido por um grande barulho. Não parecia a queda de algo, nem uma explosão, parecia que alguém estava batendo fortemente em uma parede de puro concreto.

- O que diabos... -Wizgiz disse-

A cortina da sala dos professores balançava devagar, recebendo uma leve brisa que vinha de um trecho mal fechado da janela. A luz do dia quase amanhecendo, iluminava uma pequena parte da sala. Musa, com sua boa audição, percebeu que o barulho vinha do lado de fora. 

Em um ato rápido, a fada da música abriu as cortinas e em seguida, a janela.

- O que diabos? -Musa disse-

Todos foram até a janela, e perceberam que uma mulher baixinha, de cabelo castanho, estava batendo loucamente na barreira que protegia Alféa. Ela com certeza queria entrar. 

- Quem é aquela, gente? -Stella perguntou-

- Não é... -Aisha tentou dizer-

- Bella! -Bloom disse, se lembrando daquela altura, daquele cabelo castanho perfeitamente cortado em chanel-

- O demônio? -Faragonda perguntou-

- O demônio. -Flora concluiu, suspirando. A fada da natureza achava estranho falar isso em voz alta.-

- O que diabos ela quer? E por quê é tão estranho falar "diabos" se referindo a um demônio baixinho e de cabelo castanho? -Stella fez uma piadinha-

Tecna deu uma risadinha sem graça e puxou a Fada do Sol e da Lua pelo braço.

- Vamos lá, Winx. Parece que não conseguiremos dormir hoje. -A Fada da Tecnologia disse, revirando seus olhos-

As outras fadas as seguiram. E não só elas. A curiosidade de todos era tão grande, que realmente, todos decidiram ir até o pátio. Todos estavam loucos para saber o que Bella queria, aquela hora da madrugada (quase virando manhã, claro). Porém, era necessário lembrar que Bella estava trabalhando para os Quatro Magníficos, os inimigos da vez. 

Poucos minutos andando, e todos estavam no pátio, do lado de dentro da redoma que protegia o lugar, em frente à entrada.

- O que diabos você quer, desgraçada? -Stella disse, meio que rindo ao dizer "diabos" e se lembrar que estava falando com um demônio. Sim, piada sem graça, mas para a loira, era a coisa mais engraçada do mundo-

- Formar alianças. Que bom que vocês me ouviram. E que roupas são essas, fadas? Ah não, esperem... Vocês estavam naquele "inferno na terra" em Zenith, né? Isso explica muita coisa. -Bella disse, com o sarcamos sendo seu principal aliado-

- Alianças? Do que você está falando? -Faragonda perguntou-

- Me deixem entrar. É arriscado eu ficar aqui fora, falando disso. Aí dentro pelo menos terei alguma proteção. -Bella disse, dando um ênfase bem clara à palavra "proteção".-

- O quê? Você está com medo? Não foi você que nos atacou e disse para não tocarmos em Ronnie? Não foi você que libertou aqueles vampiros e com isso causou tanta desgraça aqui em Alféa? -Aisha disse-

- E daí? Isso muda alguma coisa? Claro que estou com medo, estou prestes a ficar contra quatro diabinhos. -Bella disse, fazendo uma cara de "me poupe"-

- Você pretende ficar contra os seus "mestres"? -Esmeralda perguntou-

- Não são mais meus "Mestres". Eles mentiram para mim. Eles sacrificaram milhões de amigos meus, para romperem o selo da Flauta das Possessões. Eles pretendiam me matar, mas como fui uma bruxa, fiz alguns truques com Magia Negra e escapei. Agora, quero vingança. E sei que eles irão me caçar, por isso quero me unir a vocês. Quero ajudá-las, em troca de proteção. -Bella disse-

As Winx se entreolharam. Ela estava mesmo falando sério? Elas podiam confiar em um demônio? E pior, em um demônio que já havia feito tanto mal?

- Como podemos confiar em você? -Musa perguntou-

- Exatamente. Como? Primeiro que seu corte de cabelo não me agrada. -Stella disse-

Bella olhou para a fadinha com desdém. Que bosta é essa?, ela pensou.

- Eu tenho algo para mostrar, e isso vem com uma informação muito útil. -Bella disse, depois de lançar seu olhar matador para Stella-

Ao tirar um objeto de sua jaqueta, Bella o mostrou para todos. Era a "ferramenta prateada" que as fadas haviam visto em Zenith. Era o objeto que havia matado Rafael.

- É isso! Isso que matou Rafael! -Flora disse-

- Eu soube dessa história, as notícias correm rápido lá no inferno, mas não exatamente, Flora. -Bella disse-

E prosseguiu:

- Isso é uma Estaca Matadora. Porém, não é uma Estaca Matadora de Anjos. O que matou Rafael foi outra estaca, e ela agora está destruída. 

- Como você tem tanta certeza? Faellie pode ter pego. -Bloom disse-

- Essas Estacas se auto-destroem quando matam seu objetivo. Logo, se Rafael morreu, a estaca virou pó. -Bella explicou-

- Ok, então se isso não é uma "Estaca Matadora de Anjos", o que é? -Wizgiz perguntou, fazendo aspas com as mãos, o que o deixava bem fofinho-

- Isso, pequeno duende, é uma Estaca Matadora de Demônios. -Bella disse-

Todos ficaram meio confusos. Porque Bella andaria com algo que poderia matá-la?

- Eu darei isso a vocês. Com isso, acho que vocês podem confiar em mim. Qualquer passo em falso que eu der, é só enfiarem isso em qualquer lugar de meu corpo e eu desaparecerei para sempre. -Bella disse-

Todos se entreolharam. Aquilo era uma boa idéia? Ela disse que aquilo vinha com uma "informação útil". Eles precisavam demais de uma "informação útil".

- Certo. Bem-vinda a Alféa. -Faragonda disse-

E então criou um feitiço com suas mãos, lançando em Bella. Imediatamente, o demônio conseguiu ultrapassar a barreira, ficando em frente a todos.

- Obrigadinho. -Bella disse, sarcástica-

E então estendeu sua mão, oferecendo a estaca à Tecna.

- Sei que você é a que mais está sofrendo, por tudo o que aconteceu. Então fique com isso. Daremos um jeito. -Bella disse, parecendo estar falando sério-

E ela realmente estava falando sério. Ela demonstrou ter sentimentos; coisa que nenhum demônio havia demonstrado antes. Ela estava realmente disposta a ajudar, mas claro, em troca de extrema proteção.

- Hora de dar nossa informação. -Esmeralda disse, com os braços cruzados-

- Como eu disse, cada estaca se auto-destrói, quando atinge seu objetivo e o mata. A dos anjos foi destruída. -Bella disse-

- Essa é o informação? Falar o óbvio? Que a Estaca foi destruída? -Griffin disse, parecendo estar com raiva da voz sarcástica do demônio-

- Queridinha, eu disse que ela foi destruída, não que ela é a ÚNICA estaca de anjos criada até hoje. Na verdade, nem sabemos como elas foram criadas, só sabemos que elas são armas letais, e que foram escondidas por milhares de Universos, talvez até pelos próprios anjos. Rafael achou uma de anjos, tentou usar contra os Caídos, mas acabou morto. Eu, tenho uma, de demônios, essa que está com Tecna, que comprei de um mercador que não entendia de magia. -Bella disse-

- Então quer dizer que... -Tecna disse-

- Quer dizer que temos outra Estaca de Anjos por aí. Quer dizer que temos que encontrá-la. Se a acharmos, poderemos dar um fim a esses anjos malditos.
E eu sei exatamente por onde começar a procurar. Usei dessa minha estaca, com um feitiço, para achar outra estaca próxima. -Bella disse-

- E onde seria? -Flora perguntou-

- Ândros.

---------------------------------------------------------------------------

Próximo Capítulo: 3x16: A Garganta de Gelo
Estréia Brevemente

Sinopse: As Winx partem para Ândros com Bella, focadas em achar a localização exata de outra Estaca Matadora de Anjos. Será que elas terão sucesso? Algo me diz que sim, porém sabemos que nessa história, cada sucesso vem com uma consequência. E essa consequência, pode dizimar milhões de vidas. O que vai acontecer? 

1 Comentários:

Anônimo disse...

THAYSA
maravilha de capitulo a historia esta ficando cada vez melhor
so ñ gostei da sinopse do proximo capitulo. vc esta me assustando com essa ki milhoes de possoas poderao ser dizimadas, mas ta legal com certeza, continue assim
bijus!

Postar um comentário

Críticas SEMPRE serão aceitas, mas sem palavras grosseiras.
Seu comentário é muito importante :D

Pesquisar este blog

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Ana Naykindo (fofa do Allan) | Proibida a copia total ou parcial do mesmo - Questa è La Magia Del Winx Club - Fã-Blog sem Fins lucrativos>