sábado, 3 de novembro de 2012

[FIC] Vingança || Capítulo 04: Dúvida


Sou Carrie Heigh, e quando eu tinha apenas cinco anos, vi minha família ser morta graças à 'Rádius', na época desconhecido. Fui abrigada e criada por um banqueiro milionário, e quando completei vinte anos, tudo o que havia acontecido naquele trágico dia explodiu em minha mente. Agora, sou uma recruta de Solária,  junto com minha amiga Ester, que assumiu minha antiga identidade de 'Linda Hartley'. Nós duas, com a ajuda de John, vamos fazer o Sistema Corrupto de Solária cair, juntamente com todos os que são coniventes com esse Sistema. O primeiro 'conivente' já caiu, Otávio Augusto, Capitão de Solária, e o 'cara' que possivelmente matou meus irmãos. Pouco a Pouco, Rádius vai pagar muito caro por tudo o que fez. 

E a última palavra que ele dirá antes de cair morto, será o MEU nome. 
Essa, não é uma história sobre perdão.











Capítulo 04: Dúvida


A Dúvida, é uma doença. Afeta a mente; gera desconfiança dos motivos alheios, das percepções alheias. A Dúvida, tem a habilidade de te fazer desconfiar de todos ao seu redor, de tudo o que acredita sobre alguém; e reforçar as suspeitas mais sombrias à sua volta...


- Carrie, eu apenas... não acredito! Eu matei uma pessoa! EU MATEI UMA PESSOA! -Linda gritava, entrando no alojamento-

- Linda! Volume... -Carrie disse, grossa-

E prosseguiu:

- Pare com isso! Você não matou ninguém! Ninguém podia saber que ele já estava completamente dopado! Ele morreu de overdose, ele se drogou!

Linda se deitou em sua cama, mal sabendo respirar.

- Por favor, se acalme... -Carrie disse, passando a mão no cabelo da amiga-

Linda abriu sua boca para falar alguma coisa, porém a fechou logo em seguida...

Carrie continuou consolando-a (ou tentando), porém um barulho a fez levantar da cama.

- O que foi isso? -perguntou-

- O Notebook...? -Linda sugeriu-

Carrie franziu as sobrancelhas, indo ao alçapão.

- Sim, é o Notebook. -Carrie disse, 'abrindo' o aparelho-

E curiosa, clicou na NOVA MENSAGEM que aparecera.

- Meu Deus... -Carrie indagou, coçando seu braço direito, que sempre coçava quando estava nervosa-

- O que aconteceu, Carrie?! -Linda balbuciou, se levantando desajeitadamente da cama-

- John... Ele... -Carrie disse-

Carrie pausou, e finalmente leu a mensagem de John:

"Me encontrem apartir do celular, fui sequestrado, não sei onde estou
                                                                 - John"


- O QUÊ?! -Linda gritou-

- Linda... O... O que vamos fazer?! -Carrie perguntou, tensa-

Linda nada respondeu, apenas se jogou na cama, e sentada, sentiu sua visão embaçar-


... COM JOHN ...

- Preciso arrumar um jeito de sair daqui! Será impossível aquelas duas saírem de Solária à essa hora! -John falava, sozinho-

Alguns segundos depois, viu um pequeno movimento no primeiro andar da casa, por uma janela.

E foi então, que percebeu...

- DESGRAÇADOS! DESGRAÇADO! FILHOS DE UMA BOA... ARGH! -John gritou-

E então saiu do quarto, voltando para onde estava o homem que ele havia desmaiado. Ao chegar, percebeu que ninguém estava mais ali.

- Mas... onde?! -John perguntou, sozinho-

Bem, não tão sozinho. Sem que percebesse, alguém estava alí, e esse alguém atirou nas correntes dele, o libertando.

Quando virou, John viu o homem que ele havia desmaiado.

- DESGRAÇADO! -John gritou, peitando o homem-

E continuou a gritar:

- VAMOS! ME MATE! Vi vários homens lá embaixo com o Símbolo de Solária no Uniforme! Isso tudo é para me matar?! Então vamos, me mate!

- FALE BAIXO! -O homem gritou, apontando a arma para John-

- Você... trabalha para Rádius, certo? Trabalha pra Solária. E a missão atual deve ser me eliminar. Muito tarde pra isso, não acha? Já que faz anos que uso da grana daquele rei maldito! -John disse-

- CALE-SE! -o homem gritou novamente-

E decidiu se explicar, guardando sua arma:

- Sim, eu estou trabalhando pra Solária. Mas é tudo um mal entendido! Me chamo Roberto, aquela história foi totalmente ensaiada. Ele... me falaram que foi VOCÊ que era um assassino, que você matou diversas pessoas em busca de dinheiro, que você foi expulso de Solária por justa causa! Mas... quando você disse que não trabalhava pra Solária há anos... eu... Eu tentei juntar as peças. Minha cabeça ainda dói, mas... eu não desmaiei. Esperei você sumir, ouvi a conversa de alguns guardas do Reino, e percebi que fui usado. Não foi você o culpado...

John suspirou.

- Olha... -John tentou falar alguma coisa-

- Tudo bem. -Roberto disse, tirando um bolo de dinheiro de seu bolso-

Então jogou todo aquele bolo no chão e tirou de seu bolso um frasco de vidro especial.

- Ácido. Eu deveria usar isso em você se necessário. -Roberto disse, fazendo John arregalar os olhos-

Roberto abriu o frasco e derramou o ácido sobre todas aquelas notas, fazendo-as se desmancharem em questão de segundos.

- Pronto. Não aceito dinheiro sujo. Vamos sair daqui. -Roberto disse, tacando também o frasco no chão e arrancando novamente sua arma de seu bolso-

John deu um sorriso tímido.


... EM SOLÁRIA ...

- Código Inválido?! Mas... COMO?! -Carrie falava sozinha, tentando rastrear a mensagem de John apartir do tal 'celular' que ele citou-

Enquanto isso, Linda parecia estar em transe, olhando estranhamente para a TV de seu celular.

- Linda... Se alguém te pegar com isso, com certeza será punida. Não é permitido o uso de nada eletrônico aqui! -Carrie disse, olhando para seu notebook-

- Carrie. Você... está... usando... um... NOTEBOOK! Que é bem maior e mais fácil de perceber que um celular, mas enfim, como andam os códigos? -Linda perguntou, um pouco mais calma, porém aflita por se achar culpada da morte do tal "Guarda Drogado".-

- Nada de novo. Não consigo rastrear esse tal celular de John! Se ele usou um celular para mandar essa mensagem, eu deveria conseguir rastrear, mas não está dando certo! E...

Carrie foi interrompida por Linda:

- ESPERE!

- Linda, o que...

- ESPERE! OLHA, CORRE, VEM CÁ! -Linda disse, olhando para o celular-

Carrie foi até ela, deixando de lado o Notebook. Na TV, estava passando uma reportagem sobre Otávio Augusto.

"Para os interessados na nossa Política e interessados em tudo no que acontece no Centro de Solária, lá vai uma notícia revoltante: Otávio Augusto, um dos primeiros capitães de nosso Reino, acaba de ser expulso. Isso mesmo! De acordo com a Assessoria de Imprensa do Rei Rádius, Otávio Augusto foi acusado e mais tarde culpado por diversos crimes dentro do Sistema de Solária. 

Um dos crimes divulgados até o momento seria que Otávio estava corrompendo e subornando diversos guardas e soldados do Reino, treinando-os e os fazendo vender entorpecentes. Outras provas afirmam que Otávio também estava tentando roubar dinheiro da conta de Solária, destinada à construções de mais moradias e de hospitais. 

Quanto ao destino do ex-Capitão, nada foi divulgado. Quando mais informações forem divulgadas, repassaremos a vocês. E agora chegou a Hora do Esporte, o time de Solária acaba de..."

- EX...PULSO? -Linda perguntou, com um tom de sarcasmo-

- Morto, é o que eles querem dizer. Otávio não passará dessa, Linda. Coloquei arquivos pesados no notebook dele... Arquivos do tipo "ele sabe demais". Se Otávio não foi morto, mais cedo ou mais tarde será. -Carrie disse, voltando em seguida para o Notebook; voltando a digitar códigos-


... NO CAMPO DE ALOJAMENTOS...

- Chefe, quando ouvir essa mensagem responda-me o mais rápido possível. A Caixa Preta de Otávio s...

O Chefe dos Guardas não conseguiu completar a frase. Foi nocauteado e caiu. O Rádio em que passava a mensagem, foi pisado.

- Procurando isto? -um jovem perguntou, segurando a tal Caixa Preta em mãos.-

- Q-quem é você?! Me devolta isto, moleque! -o Guarda gritou, tentando levantar-

Porém o jovem o acertou na cara com uma tonfa, fazendo-o cair novamente, semi-insconsciente.

- Meu nome é Solon. E eu pensava que essa tal "Caixa Preta" era uma caixa, preta. Porém, é apenas um HD, um HD! Porém deve ser bem útil. -Solon disse-

- Im...Imbec-cil! -Foi a única coisa que o Guarda conseguiu balbuciar-

- Cale-se. Essa coisa ficará nas mãos de quem realmente precisa. -Solon concluiu, desacordando o Guarda e saindo dalí-


... COM JOHN ...

- Será impossível fugirmos por outro lugar. Em cada escada há um guarda, e não poderemos pular desse andar ou nos quebraremos por inteiro. Teremos que matar um a um para sairmos daqui vivos. -Roberto disse-

- Certo. Só preciso de algo para atacar. Só você armado não dará efeito algum nesses desgraçados. E preciso sair daqui o mais rápido possível. -John disse-

- Apressado para alguma coisa? -Roberto perguntou-

- Digamos que uma pessoa trará boas notícias, boas coisas para minha casa. Coisas que mudarão minha vida para sempre... -John respondeu-

Os dois desceram um lance de escadas e avistaram três guardas. Os pegaram por trás, desacordando-os, e roubaram suas armaduras e armas.

- Ótimo. Agora me sinto mais seguro. -John disse-


... COM CARRIE E LINDA ...

- Desisto. Não consigo rastrear a merda do celular! -Carrie disse, desligando o Notebook-

- O QUE FAREMOS?! John foi sequestrado! Não podemos desistir! -Linda disse, andando de um lado para outro-

- Quieta! Shiu... -Carrie disse, olhando para atrás de Linda-

- Mas o que... foi? -Linda perguntou, virando-se-

- Eu... eu vi um vulto, passando alí, na janela... -Carrie respondeu, correndo rapidamente para o alçapão e pegando duas pistolas-

Deu uma à Linda e disse:

- Se for ameaça, não pense duas vezes para atirar...

Linda e Carrie foram se virando, olhando para as duas janelas que existiam naquele alojamento.

Até que... alguém bateu à porta.

Carrie abriu, escondendo a arma dentro da calça.

- Er... Quem é você?! -Carrie perguntou-

- Um amigo... -SOLON respondeu, mostrando a Caixa Preta para Carrie-

Linda chegou ao lado de Carrie, com sua testa franzida, tentando entender alguma coisa.

- Um... "amigo"? O que é isso? -Carrie perguntou, colocando a mão na arma por cima da blusa-

- Vamos apressar logo isso. Sou Solon, amigo de John. Vocês são Carrie e Linda. Podem me deixar entrar? Eu ficaria bem satisfeito. -Solon foi direto ao ponto-

Carrie nada respondeu, apenas escancarou a porta e deixou o homem entrar.

- Certo, certo, certo. Sendo amigo de John e sabendo nossos nomes, provavelmente você sabe o que estamos fazendo aqui, não é mesmo? -Carrie perguntou-

- Sim, eu sei. -Solon respondeu-

E continuou:

- John me contatou há alguns dias. Certo, não sou amigo de John. Sou um mercenário, um ninja mercenário, porém viro amigo apenas por questão de dinheiro. Ele me explicou toda a história e me deu grana. Uma fortuna, realmente, pois é o maior valor que já ganhei até hoje. Enfim. Ele me pediu para ajudá-las. Me mandou até aqui e pediu que eu investigasse uma possível Caixa Preta que estaria nessa Zona de Alojamento. Enfim, aqui está ela. Vocês já devem saber o que saber.

- Não... nós não sabemos o que fazer... -Linda disse, tirando uma mecha de seu cabelo ruivo de seu rosto-

- Solon?

- Sim, Solon.

- Certo, o que vocês descobriu sobre isso? John não nos falou nada. -Carrie disse, com os braços cruzados-

- Bem, essa Caixa Preta estava sob cuidados de um tal de Otávio Augusto, um capitão, ou melhor,

- Espera, espera. Otávio Augusto? -Carrie perguntou-

- Sim. Alguém familiar? -Solon perguntou-

- Foi ele que possivelmente matou meus irmãos. Porém, nós já o eliminamos. -Carrie respondeu-

- Não sei o que fizeram, mas provavelmente eliminaram sim. Nas notícias corre que ele será expulso de Solária, ou melhor, já foi. Porém, ele está preso em alguma masmorra perdida pelo Reino, e mais tarde irá para o guilhotina. -Solon disse, arrancando sorrisos tensos de Linda e Carrie-

Solon fez uma careta estranha e continuou a falar:

- Então. Essa caixa preta estava sob os cuidados desse homem. Ele foi preso e então um Guarda, Soldado, ou o que seja foi atrás dessa Caixa Preta. Eu o segui, ouvi as informações que foram dadas a ele de onde estariam a caixa preta. Cheguei no alojamento do desgraçado antes, peguei isto e nocauteei o infeliz. Fim da História.

- Você... contou tudo mas não contou nada! Ok, obrigada, obrigada por nos dar isso. Se John acha útil deve ser útil mesmo, mas realmente não sei como usar este treco. -Carrie disse-

- Me dê. -Linda disse, pegando a caixa preta da mão de Solon-

Depois de examinar o objeto, disse:

- Certo. Aqui tem uma entrada USB, porém uma tranca impede de plugarmos alguma coisa. Não tem nada pra colocar senha, apenas... um pequeno círculo.

Linda pressionou o círculo e seu dedo foi furado, fazendo seu sangue cair dentro do aparelho.

- QUE DROGA É ESSA?! -Linda gritou, largando o aparelho que se estabacou no chão.-

- Olhem! -Solon disse, pegando a caixa preta de volta-

Um visor que estara atrás da caixa preta, apagado, começou a acender. Uma luz azul, foi completando todo aquele visor. Poucos segundos depois e tudo foi completado, mas o visor ficou totalmente vermelho, com uma mensagem aparecendo:

"SANGUE NÃO IDENTIFICADO"

- Quê? -Linda perguntou, com o dedo recém-sangrado na boca-

- Pois é. Agora sabemos como essa tranca vai sair do lugar... -Solon disse-

- Com o sangue de Otávio... -Carrie concluiu-


... NO CENTRO DE OPERAÇÕES DE SOLÁRIA ...

- Cara, olhe isso! A Caixa Preta de Otávio foi ativada! Ou melhor... tentaram ativar. Alguém que não pode ser Otávio, já que o Sangue foi dado como Inválido. Passe imediatamente um rádio para o Chefe dos Guardas. Ele que deve ou devia estar com a Caixa Preta, e não devia tentar usá-la!

... COM CARRIE, LINDA E SOLON ...

- Vocês... conseguiram invadir o Sistema de Solária? -Solon perguntou, boquiaberto-

- Sim. -Carrie respondeu, digitando o código que dava acesso ao Sistema-

Apertou 'enter', e conseguiu entrar.

- Certo. -Carrie disse, mordiscando o canto da boca-

Digitou então num campo de pesquisa "CAIXAS PRETAS". Abriu então um único arquivo que apareceu.

"HD's com segredos sombrios guardados. Apenas o guardião tem o poder para abrí-las. O poder está no sangue. Se o Mestre cair morto, todos os segredos serão revelados."

- Hãn? Só isso?! -Linda perguntou, confusa-

- Isso... Não pertence bem ao sistema comum de Solária! Está tão na cara... A Seita de Rádius continua ativa! "MESTRE"? Pessoal... Isso não é material que todos têm acesso. Esse arquivo é protegido com senha, acho que apenas Rádius consegue acessá-lo. Possivelmente o vírus que implantamos abriu o arquivo... -Carrie disse, tensa-

- Seita? John não me falou nada sobre 'isso'. -Solon disse-

- Explicamos depois. -Linda disse-

A conversa dos três foi interrompida pelo celular de Linda tocando.

- Número desconhecido? -Linda se perguntou, com o aparelho em mãos.-

Finalmente, atendeu:

- Alô?

- Linda?! Linda! Preciso da ajuda de vocês! -John gritava, desesperado-

- JOHN?! Mas... ONDE VOCÊ ESTÁ?! -Linda perguntou, colocando o celular no 'Viva-Voz' logo em seguida.-

- Estou a caminho de minha casa... Preciso que encontr-rem por aí, um  rapaz... Ele se chama Solon e...

- Estou aqui, John. A Caixa Preta também está aqui. -Solon disse-

John suspirou, tão alto, que deu pra ouvir.

- Certo. Solon, venha para cá imediatamente! Consegui fugir das mãos dos "sequestradores". Descobri que eles são de Solária! Um homem que me ajudou a fugir está baleado na barriga, eu na perna, porém vou sobreviver. Preciso de socorro para salvá-lo! -John implorou-

- Certo, já estou indo para aí... Meninas, fiquem aqui. Sem desespero. Confiem em meus serviços. Tentem invadir essa Caixa Preta... -Solon disse, saindo logo em seguida-

John também encerrou a ligação.

- Graças a Deus... -Carrie disse, suspirando estranhamente ao mesmo tempo.-

- Nosso único problema agora será invadirmos esse treco. De acordo com o próprio Sistema de Solária, aqui estão guardados segredos sombrios. Segredos que podemos usar contra Rádius! -Linda disse, animada-

- Não, não... Estou temerosa quanto a isso. Lembra daquele trecho? "Se o Mestre cair morto, todos os segredos serão revelados". Não faz sentido! Por quê Rádius guardaria segredos que acabariam com ele? E, se ele for morto, porquê diabos os segredos serão revelados?! Linda, tem muita coisa ainda por debaixo dos panos... -Carrie disse-

- E novamente a Dúvida consegue nos destruir... -Linda reclamou-

E no fim, de todas as certezas, a mais certa será sempre a Dúvida. Apenas idiotas têm certeza de que tudo o que pensa é certo, tem certeza de tudo o que diz... 

- Destruir? Nunca. Nos abalar talvez. Mas não cairemos. Vamos lá. Adentrar de novo o Sistema de Solária... -Carrie disse, voltando a digitar códigos.-


0 Comentários:

Postar um comentário

Críticas SEMPRE serão aceitas, mas sem palavras grosseiras.
Seu comentário é muito importante :D

Pesquisar este blog

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Ana Naykindo (fofa do Allan) | Proibida a copia total ou parcial do mesmo - Questa è La Magia Del Winx Club - Fã-Blog sem Fins lucrativos>